Samuel Paiva

Abstract: In the transition of the 1960s and 1970s, Brazilian artists related to Tropicalismo in various media fields were forced to leave Brazil because of the military dictatorship. In response to the crisis then brought in Brazilian society, the exiles, especially those settled in London, England, established among themselves an interaction involving their artistic productions, as a way of aesthetic and political resistance. Thus, with a focus towards to this production, this article aims to build an initial map of Brazilian artistic works produced in the condition of this exile, seeking to contribute to the construction of a historiographical method guided by the prospect of intermediality.

Resumo: Na transição entre as décadas de 1960 e 1970, artistas brasileiros relacionados ao Tropicalismo em campos midiáticos diversos foram obrigados a sair do Brasil por conta da ditadura militar. Em resposta à crise então instaurada na sociedade brasileira, os exilados, sobretudo os que se estabeleceram em Londres, na Inglaterra, criaram entre si uma interação que envolvia suas produções art ísticas, como uma forma de resistência simultaneamente estética e política. Assim, com foco de interesse voltado a tal produção, este artigo tem por objetivo um mapeamento inicial de obras artísticas brasileiras produzidas na condição desse exílio, procurando contribuir para a construção de um método historiográfico pautado pela perspectiva da intermidialidade.

Read the full article here.